Rakarrack – Processador de Efeitos para Guitarra no Ubuntu

Há tempos eu andava querendo fazer umas gravações de áudio, testar uns efeitos novos com a guitarra e tudo mais, mas a preguiça não deixava. A preguiça e a falta de um adaptador P10->P2, agora devidamente emprestado de um amigo até a Eletrônica Yama decidir abrir no horário de almoço (leia-se: nunca; perdeu, Elton!).

Aí, pra encher uma linguiça aqui no blog eu decidi explicar como fazer funcionar esta merda coisa linda de deus que é o Rakarrack. Funciona bem, acredite.

Passo 1: Instalação do Rakarrack
Me nego a dar muita explicação. Abra o Ubuntu Software Center e instale o programa; ele já vai instalar todas as dependências (inclusive o QJackCtl, de quem eu vou falar daqui a pouco).

Passo 1

Ignore o “Remove”; vai aparecer “Install”, eu juro!

Pra tranquilizar os mais desconfiados: você está conectando uma guitarra no seu micro, que vai passar por uma placa de som (onboard ou não), terá a entrada processada por um processador (jura?) de efeitos e só então terá uma saída. O delay é praticamente inevitável. O passo 2 e o 3 que faremos adiante servem pra evitar este delay. Se a sua máquina não for uma grande porcaria, ele vai sumir; caso contrário, vai ficar um pouquinho atrasado (milissegundos, nada que atrapalhe o músico amador).

Passo 2: Configuração do QJackCtl
Aqui começa a magia do negócio. O QJackCtl é o cara que vai controlar as conexões de áudio de hardware e dos softwares que as utilizam; ou seja, ele é o middleware responsável por dizer que a entrada de microfone ou line-in do teu micro vai ser a entrada do Rakarakk, e que tuas caixas de som serão a saída dele. Abra o QJackCtl, clique em Setup, e na aba “Settings” garanta que o parâmetro Realtime esteja ativo.
Passo 2

Assim, oh!

Passo 3: Edição do arquivo limits.conf
Abra o arquivo (como super user) /etc/security/limits.conf e inclua, quase no fim do arquivo (você vai saber onde, confie em mim) as duas linhas abaixo:

@audio    -    rtprio    100
@audio    -    nice      -10

Passo 4: Quem que liga o que no que e aonde?
Lembra que eu falei que o QJackCtl era o cara que diz quem que liga o que no que e aonde? Se você não lembra, clique aqui e volte ao passo 2. Se lembra, ignore minha piada sem graça e plugue sua guitarra no Line-In ou Mic do seu PC. Como? Com isso:

O plug que roubei do Elton. Recicle: não compre um novo, roube um também.

Abra também o Rakarrack. No QJackCtl, clique em Connect… e faça os ajustes necessários pra que a sua configuração fique assim:

Passo 4

Meu micro tem entrada dianteira e traseira (ui!). Se o seu PC for menos sexualmente liberal que o meu, haverá uma só configuração pra cada device.

Passo 5: A diversão!
Com o Rakarrack já aberto, aperte o FX On e abandone o Guitar Hero que papai lhe deu de natal. Um screenshot, pra ninguém dizer que eu não avisei que ele não é lá muito bonito:

É igual a trator: pra passear é uma merda, mas pro trabalho é um espetáculo!

O site oficial do bichinho é feio de dar pena, mas tem bons tutoriais pra ir se acostumando com os efeitos. Pra brincar com os efeitos, escolher um pedal novo, fazer uma gravação sem ter que montar aquela pedaleira que mais parece um piano, não tem coisa melhor.

E tá bom pra hoje. Inté! o/

Anúncios

2 pensamentos sobre “Rakarrack – Processador de Efeitos para Guitarra no Ubuntu

  1. Fernando disse:

    O meu terminal não está achando a pasta security

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s