Deivid Valgas e seu trabalho fantástico de luthieria

Há cerca de dois anos adquiri um belo exemplar de guitarra: Uma Walczak Les Paul, hand made, docinho de côco, bebê do papai.
Não sou um exímio guitarrista (nem de longe), mas reconheço defeitos e qualidades de um equipamento quando o vejo em uso. E essa guitarra tem, por construção, alguns detalhes que me incomodavam. São eles:
– ruído excessivo;
– escala reta, e não abaloada, como na maioria das LPs; o que coloca mais um item na lista, que é
– ataque das cordas ligeiramente mais alto que normal;
– trastes jumbo muito quadrados;
– quando usada com distorção, ‘embola’ demais o som;
– relativa perda dos médios quando usada com alto ganho.

Por indicação do meu amigo Dennis – e já tendo visto alguns dos bons trabalhos feitos pelo Deivid Valgas, levei a guitarra pra que ele fizesse as regulagens periódicas no meu brinquedo favorito (regulagem de oitavas, limpeza e hidratação da escala, polimento de trastes) e também o que foi o trabalho mais feito que já presenciei desse tipo: a blindagem do instrumento. Além disso, ele me ofereceu fazer uma “pequena” mudança na parte elétrica, fazendo a mudança pra elétrica “Vintage” Gibson ’59. Nas palavras dele: “se os fabricantes fizessem essa ligação de fábrica, iriam vender muito mais Les Paul”.

O que posso dizer pra vocês é que o trabalho ficou simplesmente FANTÁSTICO.
– A guitarra parece desplugada enquanto eu não toco. Ruído zero.
– Os trastes não foram trocados, mas o ataque está baixíssimo, não há aplicação de força alguma pra tocar – e sem trastejar um milímetro sequer. O fato da escala ser 100% reta, ao contrário de outras Les Paul, se tornou irrelevante.
– O ganho de médios, e a consequente definição do som da guitarra – inclusive com distorção, onde isso é ainda mais perceptível – é nítido ao extremo. Parece outra guitarra.
– A pegada do som é de outro mundo. A definição do som permite alguns abusos com a distorção que antes não permitia, já que o som embolava muito.

O serviço todo me custou 200 reais. Se foi barato? Não sei, não pesquisei. Mas se tiver um tempinho, dá uma olhada neste álbum criado pelo próprio Deivid pra mostrar a evolução do trabalho efetuado e me diga se não vale o serviço executado. Eu pagaria de novo, sorrindo.
Infelizmente não tenho áudio gravado antes do trabalho feito pra postar uma comparação aqui, mas eu conheço a minha guitarra bem o suficiente pra saber o quanto ela mudou.

Serviço perfeito, irrepreensível! Dá outro ânimo de tocar!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s